Número total de visualizações de página

24/04/11

Sonho (...)

A noite chega , eu fecho os olhos sem medo , sem saber se os voltarei a abrir , sem saber o que vou ver com eles fechados ...
Aqui à uns dias , queria abri-los , juro que queria , mas algo me disse para os manter fechados e observar o que estava à minha frente ! 
Olhei para a frente sem medos , e vi-te , eu juro que te vi ! Estava numa sala em tons de preto e cinzento , nas paredes havia espelhos , e em cada um deles estava a tua cara ! Esticas-te-me a mão , e eu quis agarra-la mas não consegui , aqueles pedaços de vidro não me deixaram , eu dizia em voz baixa quase em silêncio " - Came Back ! " e as lágrimas corriam-me pela cara , e estava a entrar em desespero por não conseguir agarrar-te a tua mão ! Senti panico , e estava a apoderar-se de mim , eu sentia-me a tremer , a tremer muito , e não conceguia limpar as lágrimas , o meu interior doía tanto , parecia que me estavam a espetar facas bem afiadas no coração .
Mas no fim , quando finalmente consegui abrir os olhos , limpar as lágrimas , o panico desapareceu e apenas um sorriso apareceu , e uma sensação de bem estar , porque afinal de contas eu tinha-te visto , eu vi-te mesmo ali ao pé de mim , eu vi-te a sorrir novamente , eu vi-te mais uma vez .... Hoje fecho com medo e esperança ao mesmo tempo ! Com medo de sentir aquilo outravez , com esperança de te ver mais uma vez !


com saudade , para Rodrigo Alves ...

2 comentários:

«chorar rios, sorrir mares.»
a escrita mantém-me viva ...