Número total de visualizações de página

06/05/12

«Não posso cobrar de você tudo que eu desejo e não posso te obrigar a ser perfeito, nem manusear você como se fosse um bonequinho, claro… Eu queria que você, certas vezes não me magoasse, mas é inevitável e dói tanto, mas dói tanto que às vezes parece que tudo aqui dentro vai explodir e gerar um monstro capaz de matar tudo e todos, capaz de burlar regras e falar coisas que me façam ficar arrependida, mas é que… Eu não consigo entender, você tem que ser só meu, somente meu, totalmente meu. Parece bem difícil de entender, você é lindo, elas gostam de você e talvez eu quem não saiba lidar com isso, nem questão de ser atraente, mas por ser o cara mais simpático mais fofo que entrou na minha vida, as vezes eu sinto medo, não medo de perder você, pois por diversas vezes pensei nisso e nenhuma espécie de dor nasceu dentro do meu peito e não senti vontade de chorar, medo de causar problemas, medo de ser o problema, medo desse medo me afastar cada vez mais da realidade e me subir tanto, mas tanto… Ocasionando um tombo alto e doloroso.»

Sem comentários:

Enviar um comentário

«chorar rios, sorrir mares.»
a escrita mantém-me viva ...